Guilherme Paulus diz como lidar com a concorrência e dá dicas para vencê-la

Guilherme Paulus tem mais de 40 anos de experiência no ramo do turismo. O empresário, idealizador da CVC, já passou pelos mais diferentes desafios na sua longa jornada. Afinal, transformar uma pequena agência de viagens na maior da América Latina não é fácil.

Foi isso que Paulus conseguiu fazer e, nesse processo, precisou saber trabalhar bem com a concorrência e se destacar. Para exemplificar como encara essa disputa eterna pelo cliente, Guilherme Paulus diz que os empresários podem pensar em como é um torneio de natação.

Em uma disputa dentro d’água, milésimos de segundos podem tirar o atleta do pódio e algo semelhante acontece na competição entre as empresas. Um pequeno detalhe faz com que os clientes escolham o concorrente a você.

Para a agência de viagens isso está ainda mais intenso, relata Guilherme. O empresário enfatiza que, atualmente, além das lojas que vendem os pacotes, é preciso concorrer com os negócios nascidos no mundo virtual. Afinal, há inúmeros meios eletrônicos de comprar passagens e reservar hotéis. Como lidar com isso?

Para Paulus, a internet é maravilhosa, mas é necessário usá-la de forma positiva e eficiente. Além de também estar presente nela, a agência precisa garantir que o atendimento presencial, nas lojas físicas, sejam impecáveis. Afinal, é esse o grande diferencial entre a compra virtual e a física, o atendimento humano. Se ele não for bem realizado, o consumidor não o procurará mais.

Outro ponto que Guilherme Paulus destaca, em relação à concorrência, é que o empreendedor precisa ficar atento à concorrência direta e indireta. Além dos sites de viagens, que são concorrências diretas, ele classifica o orçamento do consumidor como indireta.

Ele lembra que o orçamento do cliente é só um e, dificilmente, quem acaba de investir em um carro, vai ter condições de pagar por uma viagem na sequência. Por isso, o empresário precisa ficar atento ao que acontece não apenas no seu setor, mas ao seu redor e fazer de tudo para não perder venda.

Isso sempre foi levado em conta por Guilherme Paulus que, ainda jovem, quando decidiu focar na CVC, viu que precisaria se adequar às condições financeiras de possíveis clientes. Foi por isso que resolveu começar a parcelar os pacotes de viagens. Essa prática deu certo e ajudou a empresa a acrescer. O ponto positivo foi tão grande que ela mantém essa prática até hoje.

Segundo Guilherme Paulus, alcançar o sucesso é um desafio diário

Com toda a história de sucesso, Paulus também fala como o empresário precisa encarar o seu negócio, para que o sucesso seja alcançado. Para ele, além de acreditar no que faz e ter um objetivo claro, é necessário estar pronto para imprevistos.

Guilherme compara a empresa a um jogo de videogame. Segundo ele, nos dois a pessoa não sabe o que vem pela frente.

Como o inesperado faz parte, o empresário precisa estar pronto para lidar com ele. Segundo o dono da CVC, uma forma de fazer isso com maestria é conhecer o setor a fundo. Assim, quando algo ocorrer fora do controle, a ideia da solução virá mais rapidamente.

Além disso, é preciso entender que diariamente o empresário está em uma competição e, para prosperar, é preciso estar focado e conseguir vencer os concorrentes. Segundo Guilherme, só através de muito trabalho e dedicação isso se torna possível.